quinta-feira, 22 de maio de 2008

Experiências a não repetir, ou a minha primeira (e muito provavelmente última) reunião de condóminos

Bom, o título diz tudo, ou quase. Na passada terça-feira, fui, completamente ao engano, à reunião anual de condomínio. Completamente ao engano, porque tinha a esperança de poder estar sentada durante duas horitas perto de dois ou três miúdos giros que eu já vi no elevador umas vezes.

Mas não estive. Aliás, entre aquilo e o Congresso Anual dos Geriátricos Lisboetas, venha a Diabba e escolha (tenho saudades tuas, miúda; sim, vou ver a agenda, inícios de Junho parece-me bem; aproveitamos e combinamos com as outras marretas). E é pessoal que vive muito aquilo! Também, devo dizer que compreendo; na prática, caso nenhum dos netos case este Verão, aquele foi O acontecimento do ano para alguns daqueles senhores.

Burra pontual como sou, cheguei à horinha marcada, para deparar apenas com as duas pessoas da mesa. Esperei heroicamente uma hora, até haver quorum. As duas horas seguintes foram de bradar aos céus (não vou desenvolver este ponto, fico com nervoso miudinho). À meia-noite, estoirada, entreguei os pontos e saí de fininho, deixando os meus vizinhos naquilo que quase se transformou numa batalha campal verbal. É que tinha começado o dia bem cedo...

...por causa de Sua Excelência...
...a Maria Patanisca, que anda com a mania de praticar o combinado corrida/salto 2 metros barreiras, sendo a barreira a minha cabeça. Como cedo começa o dia, ainda não são 6 e meia, e a tipinha já anda aos pinchinhos feita parva, que um destes dias ainda tem azar e faz um upgrade forçado dentro da área desportiva, como seja o salto negativo impulsionado pelo braço da dona, com o objectivo de ficar agarrada ao candeeiro do tecto até acalmar os ânimos... eu até tenho um bom acordar, mas há limites... que ela anda a testar, eu bem sei...
Vai daí, estava eu forçosamente de pestana aberta, achei por bem levantar-me ainda nem eram 7. Ora, ainda não eram 8 e eu já no estaminé a começar a dar no duro... para rematar o dia com a Brigada do Reumático com discursos rebuscados inflamados e caros (anotei duas palavras novas para procurar o significado no dicionário).

Mas aprendi! Para mim, reunião de condóminos é como o aeroporto em Alcochete: Jamé! Pois...
Na madrugada seguinte, a Maria Tanicuscas estava já nos ensaios para os mortais (sim, que ela anda a arriscar-se a que eu abra uma janela da casa e a curiosidade dela faça o resto) ainda não eram 6 e meia. Tratei de a meter fora do quarto ede fechar a porta. Sem espinhas nem arrependimentos. E dormi mais uma horita.
É para aprender a não incomodar o sono da dona.
Música: You give me something, do James Morrison. E quero lá saber que não dê para dançar! Humpf...

8 comentários:

Teresa disse...

Ó querida, isso não é nada, comparado com uma reunião de condóminos que eu já vivi!

Para começar, tratavam-se todos cerimoniosamente por "vizinho" e "vizinha", estás a ver o nível...

Preciso de dizer mais? LOL

P.S. E que combinações são essas com a Diabba, que ninguém me disse nada?! Hem?
Olhem que eu vou para fora a 21 de Junho!

Actriz Principal disse...

Teresa,
Já aqui no meu prédio, o nível era um pouco mais elevado... ou letrado, já que era tudo "ó sotôr" e "ó s'enginheiro".
Daqui até ao 21 de Junho, muitos planos tenho eu, mas muito tempo falta!!!! Portanto, no worries, havemos de marcar um cóf (ler assim mesmo, sff).
Beijos! (e chléps da Patanisca)

Marta disse...

loollll

Falamos de tanta coisa, como é que nunca e lembrei de falar contigo sobre reuniões de condomínio?
Tinha-te contado as minhas e já não ías ao engano! Se bem que na ultima acabei nos copos com alguns vizinhos!

Diabba disse...

Ora, isso não é nada!

Mau mau é ser Administradora do Condomínio... fucka-se, não há paciência. Um dia destes ainda te calha. hihihihihi

Fico a aguardar (deitada, pq sentada arrisco-me a ficar com o traseiro quadrado), uma folga na tua agenda...

Eu hoje vou sair, só com a Tarita.
bamos às Docas.

beijo d'enxofre

Melões Melodia disse...

Nada como nao ser proprietario. E ser pobre, viver em casa arrendada.
Beijos

Actriz Principal disse...

Marta,
Eu também podia ter ido para os copos com os meus vizinhos... copos de chá, está-se mesmo a ver!
Beijos

Diabba,
A próxima semana parece-me bem. E a ti?

Melões,
Tens umas razões de queixa...

AEnima disse...

Never a dull moment na vida de uma actriz superstar :) Como eu percebo o teu desespero matinal com a coisa peluda da casa...

Wally disse...

Falta de preparação :)

Para a próxima levas as cartas,
desafias os velhinhos para uma valente cartada (já se sabe que para um reformado, uma boa bisca é como colocar mel debaixo do nariz de um urso, ehehe), e depois depenas os geriátricos, e quando já tiveres ganho as dentaduras, os aparelhos auditivos e as bengalas, podes trocá-los por umas limpezas e arranjos domésticos lá em casa, mais umas lavagens ao carrito.

E já agora não te esqueças de ficares com o pelouro da administração! És logo promovida de menina, a senhora administradora. Pimba!

Beijocas

Wally :)



Isto à que começar