domingo, 4 de maio de 2008

Breaking News

Nos últimos dias, e à conta da visita da minha rica mãezinha – visita essa que me levou a comprar pilhas para os comandos das TVs (isto de escrever TV no plural até dá a ideia que apostei seriamente no audiovisual lá em casa; desenganem-se!!!) – e à conta de outras visitas... onde ia eu? Ah!, vi mais televisão numa semana do que nos 4 primeiros meses deste ano.

Contudo, devo dizer que o balanço do que vi não é nada positivo. E chego a essa conclusão pelo simples facto de sentir muito mais de perto o que se passa no mundo quando efectivamente vejo as reportagens na TV, vis-a-vis saber das mesmas através dos jornais (hardcopy e net), manchetes do dia recebidas por mail, podcasts, rádio, fofocas e discussões com colegas de trabalho e amigos, etc.

Resta a dúvida: eu é que apanhei um choque brutal e as notícias sempre foram assim não estando eu já habituada, ou o apocalipse já esteve mais longe? Deixo apenas umas notas para ilustrar:

- um ano depois, continua a falar-se do bolinho de chocolate (nome de código, para quem não lia o Desastrada e não estará a perceber do que falo e esteja curioso sobre o que estou a escrever, clique no “bolinho” e no “chocolate”, que facilmente lá chega)

- a realidade claramente superou qualquer ficção que eu alguma vez tivesse visto com esta descoberta inqualificável na Áustria; é que nem o Thomas Harris chegou a tanto nos seus famosos escritos...

- eleições no maior partido da oposição: o pessoal do Cirque du Soleil não sente a pressão da concorrência porque eles é mais acrobatas e malabaristas... e não tanto palhaços... atente-se no facto de eu estar a opinar apenas sobre dois personagens que ainda não decidiram se avançam ou se ganham juízo...


E deixo aqui A notícia de última hora:

Manchete: Tininha muda de visual (foto não disponível)

Sempre atenta às modas e fazendo qualquer coisa para estar na linha da frente das últimas tendências, Maria Patanisca foi, na passada sexta-feira, ao seu cabeleireiro exclusivo para se preparar para o Verão, chulando a sua dona em 25€ (porque era só tosquia e não tosquia + banhoca).

O corte, escolhido entre vários que figuravam nos mais recentes catálogos vindos directamente de Paris de França, evidencia as suas lindas, sóbrias e – obviamente – naturais madeixas em tons de branco e cinza. A cauda foi alvo de um tratamento especial no qual foram removidas as pelagens excessivas (a.k.a., pêlo a mais morto que a dona não andava a escovar bem, essa grande incompetente), conferindo-lhe um ar mais ligeiro que, claramente a favorece, assim como à casa da dona no geral, que, miraculosamente, deixou de ter tufos de pêlo (nome técnico: cotão) imediatamente a seguir ao dia após limpeza da mesma.

O cabeleireiro – cujo nome e número de telefone a burra da sua dona se esqueceu de pedir – dedica-se – para grande pena da dona que não se teria importado em ser tosquiada ela mesma – unicamente a beldades de quatro patas.

Tanicuscas Lindas voltou para casa um tanto apreensiva devido ao novo look, mas foi altamente elogiada pela dona – essa babada – e posteriormente mimada pela Mana Principal (de visita), que inicialmente se riu que nem uma perdida mal a viu, ainda que previamente avisada para não o fazer. (Nota da redacção: Eu não me ri quando o maricas do teu novo cabeleireiro te cortou o cabelo e fez franja, ó palerma!)

Música: Sodade, da fantástica Cesária Évora. P., quando voltares vamos dançar, não vamos?

7 comentários:

Teresa disse...

Estou apreensiva. Muito.
Quero ver isso.
Já tenho o presente dela (fui buscar ontem à tarde).

Marta disse...

Dassss, tu tosquiaste a gata?!!!

Não podes ver nada pá! :)

Actriz Principal disse...

Teresa,

Não estejas apreensiva, ela está óptima, super engraçada e a dar-se muito bem com a sua nova pelagem. À conta disso, até a deixo circular mais vezes pela sala e tudo; terá menos calor no Verão e continua com partes com pêlo, pois necessita de se lamber (patinhas, cauda e focinho ficaram com a pelagem). Está um doce, acredita!
Não te esqueças que falei sobre o assunto com a criadora e na sexta falei com os veterinários e conheci o tosquiador, que é um doce para os animais. Se te deixa tranquila, Maria Albertina nem sequer necessitou de ser sedada, correu tudo de forma muito tranquila!
Tu sabes que eu adoro a Patanisca :-)

Beijos, passa lá por casa quando quiseres para dares uma vista de olhos.


Marta,

Até pensas que foi por causa do afilhado-fenómeno, não?
Sabes, ela ficou tão mais pequenina... aquilo era só pêlo, pá!

Beijos!

Jumpseat disse...

Ai, melher como eu te entendo nessa parte do "aspira e ... oh! mas eu já não tinha aspirado aqui?!?" bahh... é pelúcia por todo o lado!

Mas estas riquezas de hortaliça não dão para tosquiar :(

Cá b'jinho, amiga! * :D

Melões Melodia disse...

Pobre tininha...
Ahhh e eu nao danco mais contigo!
Beijos

Raquel disse...

Estou avisada: quando levar o meu A. à tosquia, vai já previamente molhado e furioso ;)
beijos.

Actriz Principal disse...

Jumpinha linda,
Eu sei!!! É por essas e outras que tratei da pelúcia... isso, e o facto de ter um ap. orientado a Poente, que é muito bom para apanhar Sol, mas aquece no Verão... sendo a Patanisca originária das Noruegas do Bacalhau, estou a fazer-lhe um excelente favor!
Beijoca grande!

Melões,
Não tem problema, eu gosto é de dançar com a tua cara metade! :-P
E com o P.! E tu sabes quem é. Pistas: Lux, Janeiro, a nossa conversa antes de jantar... eventualmente poderei um dia passar a chamar-te oráculo.
Beijos, manda mail, já não sei nada de ti há mais do que desejava.

Prima,
Não me parece que o teu gatósio necessite; contudo, depois de veres o moço que faz a tosquia, acho que até apanharias um rafeiro abandonado e o levavas lá!
Beijos!