sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Viver muito vs viver bem

(Nota: para ouvir a música, clicar no DJ aí ao lado; é que ando numa de shake e, parecendo que não, pode incomodar. Já agora e para despachar essa parte: Samin – Heater – ouvi esta pela primeira vez no Sasha, em Agosto do ano passado e ficou-me no ouvido; aparentemente, está na berra)

Enquanto procuro inspiração para trabalhos importantes, faço uma pausa nas minhas procuras na net (esta é quase tão engraçada quanto a daquele crítico de televisão que fazia umas pausas... vendo TV) e coordeno (mal, ou apenas um pouco - o tempo não abunda) as minhas impressões sobre 3... vá lá, 3 temas e meio que me vêm à cabeça de uma assentada, estando de alguma forma relacionados (mesmo que não fossem, arranjava-se sempre uma forma de os encaixar, que poder de encaixe é coisa que não falta nestas bandas, graças ao senhor*/**) .

Um dos temas abordados no Jornal de Negócios de hoje é o do drama das pensões. Quer dizer, não será bem um drama, mas mais uma tragédia, se quiser se mais exacta (há pense que possa ser um verdadeiro horror. Também não discordo). Ah!, a notícia: é esta. Ou seja, e em duas penadas, os valores das pensões terão tendência para baixar ao longo dos anos. Quem – como muito provavelmente eu – se reformar daqui a 30 e tal anos, ou casou com um gajo rico, ou teve uma boa carreira e cabeça para não estoirar tudo em rebuçados e chocolates deixando uma parte para meia dúzia de PPRs e uma carteira diversificada de investimentos... ou deverá rezar para ir desta para melhor bem rapidinho, porque o rendimento baixa e os custos com a saúde sobem.

Mantendo o tom superficial e ligeiro (não me apetece atirar-me ao chão e chorar), deixo apenas notas soltas:

Frase a) a esperança média de vida tem vindo a aumentar
Frase b) a pirâmide etária da população portuguesa tem vindo a sofrer uma inversão

a) + b) Resultado: nascem menos crianços, o pessoal vive até mais tarde, abunda a brigada do reumático e escasseia pessoal para copos; por outras palavras, quando está Sol, a probabilidade de ver um bando de geriátricos a jogar sueca no parque ao lado de casa é o dobro da probabilidade da leitura do livro ser incomodada pelo grito das criancinhas que se expandem porque vieram à rua.

Frase c) a medicina tem avançado de forma exponencial na procura de cura para várias doenças
Frase d) infelizmente, cura-se esta maleita, surge uma nova; os vírus são como as baratas (não porque metam nojo aos cães, tadinhos que nem os conseguimos ver, mas porque sofrem mutações)

c) + d) Resultado: ainda que hoje em dia haja cura para muitas doenças que devastaram no passado, não somos imunes a tudo. Podemos até dizer que nalguns casos estamos na chamada solução de compromisso (por exemplo, com o cocktail de antivíricos certo, podemos transformar a SIDA numa doença crónica, o que já não é mau). À medida que envelhecemos, começamos a sofrer de maleitas que não tivemos na juventude. Doenças até haverão que apenas os velhinhos terão... porque são velhinhos. E ainda pouco se saberá sobre as doenças dos velhinhos... porque agora sim, é que existem muito velhinhos (ainda que a bíblia tenha umas matemáticas estranhas***, basta espreitar aqui – mas também há que ver que na altura não existiam médicos nem cientistas... nem druidas, mas não tenho a certeza quanto aos últimos).

Conclusão: vivemos mais tempo, com menos saúde, com menos rendimentos e pior qualidade de vida.


Esta sim, é que vive bem! Até tem a casa mobilada mais depressa que eu, graças à minha rica mãezinha, que lhe comprou uma caminha nova toda bonita e uma tábua XPTO para fazer a sua manicure, em vez de tratar de arranhar os sofás, as cadeiras da cozinha e o projecto de cama que, juntamente com a mesa da cozinha são as peças que me servem de mobília. Hum... acho que está na altura de dar a Festa Minimalista lá em casa...




*- Atente-se no facto de ser o senhor e não O Senhor, que com estas coisas não se brinca... muito. Ainda que por vezes pense que A Entidade terá um sentido de humor mais cáustico que o meu!
** - Qual senhor? Pá, nenhum em especial; simplesmente, achei que ficaria bem na frase. Para além disso, criou a oportunidade única de associar dois (sim, DOIS!!!) footnotes (estas coisas que estarás a ler neste preciso momento) ao mesmo excerto. Já no post anterior tinha notas das notas. Provavelmente, dentro de pouco tempo, irei bater o record de notas num só post... só para ser diferente, claro!
*** - Sim, quase todos sabemos que uma parábola será algo da forma y = ax2 + bx + c e não uma história com apontamentos didácticos de moral...

13 comentários:

Allie disse...

Acho que assustaste o people, just a little. Cá por mim ficava na santa ignorância. Mas... ao menos ainda vou a tempo de procurar o tal gajo rico!

Diabba disse...

Festa?? (marcando já o polidor de chifres e cascos) bora!!

Não percebes que, com estas medidas sobre os velhinhos reformados, o Governo pretende ficar com menos pensionistas?

beijo d'enxofre

Gata Verde disse...

Desculpa,mas passei por cá só para dizer que estou apaixonada pela tua gata...é lindissima!

Bjs

Actriz Principal disse...

Allie,
Isso mesmo, parte à procura de um gajo rico, na zona em que vives eles abundam. Mas depois não te venhas queixar que "Ah! e tal, o gajo é desinteressante, usa anel de pedra negra no mindinho (cuja unhaca bate records de comprimento), tem a mania que é o maior da rua dele (e se calhar até é, depende do perímetro abdominal) e é machista...
Beijos, não quis deprimir-te...

Diabba,
Festa? Sim, festa. Estou a ver na minha agenda uma forma de a coordenar. Já ve que terei de te convidar... e isso... brincadeira, convido com gosto!
Beijos

Gata Verde,
Muitíssimo obrigada pelo elogio à Tinuscas, ela é realmente muito bonita (e meiga!). Se me enviares o teu endereço de mail (pode ser para actriz.principal@gmail.com), terei o maior prazer em partilhar contigo o álbum de pics da Catwalk Supertsar. Ainda ontem estive a tirar mais umas, estão o máximo!
Para além disso, vou deixando uma ou outra por aqui... ´
Beijos

Allie disse...

Não quiseste deprimir-me? Conseguiste duplicar o meu nível de depressão graças ao comentário!

Marta disse...

E com tendência à obesidade também! :)

Teresa disse...

Esqueci-me de comentar a estrela: o teu demónio parece um autêntico anjo!

La beauté du diable...

AnAndrade disse...

Obrigada por teres voltado!
Lia-te sempre, no teu anterior espaço, e é bom saber que te vou poder ler neste outro.

Nota: a Tininha está-se a fazer um pedaço de mau caminho, caraças...

Anónimo disse...

Já tinha saudades da menina do bolo de chocolate,gostava muito do outro blog e fiquei triste quando acabou,agora estás de volta,obrigada,beijinhos da FIFI

Actriz Principal disse...

Allie,
Vá, tens de ser mais forte do que isso (dando-te palmadinhas nas costas e estendendo-te lenços de papel da loja dos chineses - não estamos em tempos de grandes luxos). Para além disso, nem todos os homens ricos são gordos, carecas, com barriga e têm mau gosto a vestir... mas esses ou são gays ou já estão tomados.
Dá-me um lencinho!

Marta,
Perímetro abdominal tamanho Equador? Nãããããã!!!!!
A maior parte dos restaurantes gourmet, de cozinha de fusão e coisas que tal serve amostras em pratos gigantes, logo, esse problema não se coloca...

Teresa,
Fica sabendo que a Beauté anda cheia de personalidade, já parece a dona, de nariz empinado!
Beijos, viste as fotos mais recentes? Não são lindas?

AnAndrade,
Bom, ainda que já cá viesses, como é a primeira vez que comentas, devo deixar-te à vontade e dizer-te um grande Bem-vinda!
A Tininha seria uma fonte de dores de cabeça caso fosse uma menina. A minha sorte é que é uma gata. E passa o dia em casa...

Fifi,
Obrigada pela simpatia!
Olha que agora ando a treinar receitas de biscoitos de limão. Não estão mal de todo, não...

Anónimo disse...

Eu Fifi estou lixada não posso mais comer coisas doces e boas tenho o diabo da diabetes,mas podes falar que eu já estou vacinada.Bons bolos e come enquanto podes e oferece aos amigos.Tenho três receitas que sei fazer muito bem,(suspiros de avelãs,torta de laranja e um bolo de aniversário com um creme delicioso),como não tenho feito nada doce últimamente, por vezes nem me lembro que era como tu,um às nos doces.Beijinhos.

AEnima disse...

Essa da tua mãe faz lembrar... a minha! À falta de bebés, estragam os netos peludos com mimos.

Engenhoca mesmo mesmo jeitosa tinha eu nos US para o gato... uma espécie de tapete com piquinhos que se colava às esquinas (na parede) da casa, para o Olito roçar lá os bigodes! Quase que dava para ele se auto-escovar... Como ele adorava! E não é que ainda não encontrei cá nada parecido??? Se vires compra que a Patanisca vai amar, e avisa onde há!

Beijo enorme.

Actriz Principal disse...

Fifi,
Estás à vontade para enviar as receitas para actriz.principal@gmail.com
Prometo dar-te feedback quando experimentar!
Quanto ao resto, tens chocolate da Canderel, gelatina sem açúcar (sabes que a gelatinha faz muito bem aos ossos, dentes, cabelo e unhas?) ou biscoitos alternativos de Dieses e marcas afins. Hoje em dia já consegues encontrar disso em quase todo o lado, incluindo hipermercados.
Beijinhos para ti também.

Aenima,
Olha, ando a estragar a bichana, no sábado comprei-lhe um caixote fechado com portinhola para ela ter mais privacidade cada vez que vai à casinha... direi que foi um bom investimento. Eu estrago-a com mimos, pá!
Beijos!